(61) 99880-8118 Atendimento

A Psicologia organizacional numa perspectiva humanística

Escrito Por: Ricardo Oliveira Publicado em: psicologia Data de Criação: 19/05/2019 Acessos: 86 Comentários: 0

A teoria administrativa passa por mudanças conceituais profundas. Hoje a ênfase é nas pessoas que trabalham ou que participam nas organizações. A psicologia nas organizações foi primordial para mostrar a parcialidade dos princípios de administração da teoria clássica sem falar que surgiu uma série de outros fatores que permitiram fazer uma reavaliação dos princípios clássicos da administração.

A teoria administrativa passa por mudanças conceituais profundas. Hoje a ênfase é nas pessoas que trabalham ou que participam nas organizações. A abordagem humanística começou por volta da segunda década do século 20, período no qual a recessão econômica e o desemprego foram muito altos e a atuação dos sindicatos muito forte em torno de uma abordagem humanística com o intuito de se preocupar mais com as pessoas e os grupos sociais ao invés daquela história de máquina, método de trabalho, ou seja, a prioridade deixa de ser dos aspectos técnicos e formais para ser dos aspectos psicológicos e sociais. Assim com o surgimento da teoria das relações humanas, tais como a psicologia especialmente a psicologia do trabalho também conhecida como psicologia industrial, psicologia organizacional ou psicologia ocupacional nos estados unidos na década de 1930 é que mudanças nas relações de trabalho ocorreram. O fato é que esse desenvolvimento ocorreu em duas etapas, a primeira foi a análise do trabalho e a adaptação do trabalhador ao trabalho. Algo mais voltado para o lado produtivo, no qual o objetivo da psicologia do trabalho era analisar as características humanas e o que cada tarefa requer do seu executante e baseado nessas características através de testes psicológicos fazer uma seleção científica dos empregados. A segunda etapa foi a adaptação do trabalho ao trabalhador, na qual a psicologia organizacional voltou se para os aspectos individuais e sociais do trabalho que prevaleceram sobre os aspectos produtivos pelo menos em tese. A psicologia nas organizações foi primordial para mostrar a parcialidade dos princípios de administração da teoria clássica sem falar que surgiu uma série de outros fatores que permitiram fazer uma reavaliação dos princípios clássicos da administração.

Deixe um comentário

Captcha